logo

18/6/2019 16:05

Empresas pagaram disparos de 480 mil mensagens por dia via WhatsApp para campanha de Bolsonaro

0 0 0 0

por THIAGO DOS REIS

Segundo a delação do empresário espanhol Luis Novoa, as empresas brasileiras compraram cerca de 40 licenças de software na sua empresa, a Enviawhatsapps.



Cada licença de software permitia disparar 500 mensagens por hora pelo WhatsApp. Sendo assim, eram 20 mil mensagens por hora, sendo 480 mil mensagens por dia.

Tudo isso apenas na Enviawhatsapps, esta empresa espanhola. Há diversas outras empresas envolvidas na investigação.



Empresas contratarem serviços para candidatos é crime eleitoral. Dizer que a campanha de Bolsonaro não sabia dos disparos é desonestidade intelectual. As mensagens seguiam os mesmos padrões e seria muita coincidência que vários empresários que nem se conhecem contratassem as mesmas empresas para disparar mensagens via WhatsApp, e tudo fora do Brasil (assim poderiam ocultar o crime).

A eleição deveria ser cancelada mas o TSE faz parte do golpe. O mesmo TSE que proibiu Lula de disputar as eleições, gravar vídeos de campanha, aparecer na campanha (mesmo com vídeos antigos) e censurou até a entrevista do ex-presidente.

Apenas HOJE a mídia brasileira (ou parte dela) "descobriu" o escândalo. Mas a Globo segue fingindo que não sabe.

Clique aqui para entrar no grupo de WhatsApp e receber imagens, vídeos e notícias contra Bolsonaro e o fascismo.



Clique aqui para entrar em nosso grupo de Telegram

VÍDEO: Facções criminosas e milícias comemoram decisão de Toffoli sobre Flávio Bolsonaro:



Se você quer ajudar na luta contra Bolsonaro e a direita fascista, inscreva-se no canal do Plantão Brasil no YouTube.



O Plantão Brasil é um site independente. Se você quer ajudar na luta contra o golpismo e por um Brasil melhor, compartilhe com seus amigos e em grupos de Facebook e WhatsApp. Quanto mais gente tiver acesso às informações, menos poder terá a manipulação da mídia golpista.


5526 visitas - Fonte: -

Últimas notícias

Notícias do Flamengo Notícias do Corinthians