logo

19/6/2017 17:34

MPF do Paraná diz não ter provas contra Lula, porque o esquema era “muito profissional”, coitado de Cunha e Aécio então

Na reportagem do UOL que mostra 7 fatos para embasar pedido de prisão de Lula apesar do título tendencioso que aparenta ter motivos e provas para prender Lula, os almofadinhas partidários do MPF do Paraná dizem que os crimes de Lula são “difíceis de provar”, escolhemos um trecho para ilustrar a perseguição que sofre Lula, deve ser por isso que o Dallagnol acha que ele é o “chefe” porque enquanto tem provas fartas contra Temer, Cunha, Aécio, tucanos, contra Lula a falta de provas torna ele mais chefão para Curitiba.




Difícil prova’
Em função da “profissionalização” do esquema de corrupção, o MPF aponta “que os crimes perpetrados pelos investigados são de difícil prova”. “Isso não é apenas um ‘fruto do acaso’, mas sim da profissionalização de sua prática e de cuidados deliberadamente empregados pelos réus”.

Apesar de argumentar ter indícios dos crimes, o MPF aponta que “atribuiu não só condutas, mas a consciência e vontade em efetuá-las” ao explicar o funcionamento do “esquema delitivo”.

Com base em posições do STF (Supremo Tribunal Federal), a força-tarefa aponta que “a consumação dos crimes de corrupção prescinde da efetiva prática”. “O que se exige é um vínculo entre a oferta/promessa e aceitação/recebimento da vantagem indevida e a possível atuação funcional, comissiva ou omissiva, do agente”. Trata-se do “tráfico da função pública”.



(…)

Realmente a falta de provas é a “prova” que Lula era o chefão, palmas para canalhice de Curitiba. Aécio, Cunha, banqueiros, lobistas, doleiros, sonegadores com contas no exterior devem estar com inveja do chefão.

MAIS
» Médico lista 5 feitos históricos dos governos Lula e Dilma pela saúde
» Aécio é delatado novamente e é o primeiro a ser comido pela Odebrecht

43464 visitas - Fonte: -

Últimas notícias

Notícias do Flamengo Notícias do Corinthians