logo

11/8/2017 10:13

Rocha Loures cai na mão de juiz linha-dura, pode ser preso a qualquer momento e Temer já teme delação

A separação da denúncia por corrupção passiva envolvendo Michel Temer aumenta as pressões sobre o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) e, como consequência, também sobre o próprio Temer. A acusação contra Loures será julgada pelo juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, conhecido por tomar decisões duras em operações como a Zelotes e a Greenfield.



Loures foi preso após ser filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil em dinheiro de um executivo da J&F, em ação controlada conduzida pela Polícia Federal e autorizada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A prova é considerada bastante contundente pelos investigadores. Como o caso foi para a primeira instância, a tendência é que seja julgado mais rapidamente que pelo STF.

Com a continuidade do processo, Loures terá duas alternativas: responder sozinho pelo ato de receber uma mala cheia de propina ou fazer uma delação premiada. Se optar pela última, terá que contar toda a história envolvendo os pagamentos, inclusive seu destinatário final.

O desfecho poderia complicar a situação de Temer, que indicou Loures como seu homem de confiança a Joesley Batista, em conversa gravada pelo empresário.



As acusações feitas contra Temer e Loures pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, coincidem com a conclusão do relatório da Polícia Federal sobre o caso. Segundo a PF, evidências indicam "com vigor" que o peemedebista e o ex-deputado cometeram crime de corrupção passiva.

MAIS
» Médico lista 5 feitos históricos dos governos Lula e Dilma pela saúde
» Aécio é delatado novamente e é o primeiro a ser comido pela Odebrecht

56439 visitas - Fonte: Brasil247

Notícias do Flamengo Notícias do Corinthians