logo

6/12/2017 08:23

Ex-ministro demitido a pedido de Geddel questiona se Temer participou de lavagem de dinheiro

O ex-ministro da Cultura Marcelo Calero, pivô de um dos primeiros escândalos do governo Temer, voltou a pedir que a Procuradoria-Geral da República investigue a participação do peemedebista no caso do edifício "La Vue", em Salvador.



Calero saiu do governo acusando o ex-ministro Geddel Vieira Lima de pressioná-lo para interferir na liberação da construção de um edifício fora dos padrões legais no centro histórico de Salvador, onde ele tem um apartamento, de R$ 2,4 milhões.

Além do tráfico de influência de Geddel, Marcelo Calero também citou na ocasião o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, e o próprio Michel Temer.

Um ano depois do escândalo, o ex-ministro foi às redes sociais pedindo mais investigações. Leia abaixo:



PGR precisa investigar participação de Temer no caso La Vue. Que argumentos Geddel levou a Temer para exigir interferência dele junto a mim para que o empreendimento fosse liberado? Temer sabia do esquema de lavagem de dinheiro? Geddel falou apenas que era propietário de um apt?

MAIS
» Médico lista 5 feitos históricos dos governos Lula e Dilma pela saúde
» Aécio é delatado novamente e é o primeiro a ser comido pela Odebrecht

8832 visitas - Fonte: Brasil247

Notícias do Flamengo Notícias do Corinthians