logo

19/11/2018 13:30

Perda da soberania: Ministro de Minas e Energias deve ser indicado por petroleiras estrangeiras

0 0 0 0

A equipe de transição de Jair Bolsonaro tem vazado à imprensa que esta semana deve ser anunciado o nome do ministro das Minas e Energia do novo governo. São dois nomes cotados, segundo informam as jornalistas Tânia Monteiro e Anne Warth: o ex-secretário executivo do Ministério,Paulo Pedrosa, e o diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE), Adriano Pires. Outro nome cogitado é o do deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA). Os três são lobistas das petroleiras estrangeiras e inimigos da Petrobrás, assim como o futuro presidente da empresa, anunciado nesta manhã, Roberto Castello Branco (leia aqui). Há denúncias graves contra todos eles.



Segundo reportagem de Monteiro e Wath publicada em O Estado de S.Paulo, Paulo Pedrosa teria o apoio do vice-presidente eleito, general Hamilton Mourão, e do setor privado, enquanto Adriano Pires contaria com a simpatia de Onyx Lorenzoni, que vai ocupar a Casa Civil, do atual ministro da pasta, Moreira Franco, do diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), André Pepitone, além de políticos que atuam na área, como os deputados Leonardo Quintão (MDB-MG) e José Carlos Aleluia (DEM-BA), todos esses com atuação decisiva na entrega do pré-sal às petroleiras estrangeiras.



Ex-secretário executivo do Ministério entre maio de 2016 e abril deste ano, na equipe do ex-ministro e deputado federal Fernando Coelho Filho (DEM-PE), Paulo Pedrosa. Ele foi apontado, num documento oficial da chancelaria britânica, obtido pelo Greenpeace e publicado em primeira mão pelo 247há um ano (aqui), como lobista da Shell, mesmo ocupando o posto de secretário-executivo do Ministério das Minas e Energia. No documento do governo da Inglaterra, o ministro de Comércio Greg Hands relatou como Paulo Pedrosa, atuava no interior do governo brasileiro para servir à Shell, que teve todos os seus pedidos atendidos: menos impostos, menos conteúdo nacional e menos exigências ambientais. Pedrosa é também lobista da privatização da Eletrobrás. Ele conversou há poucos dias com o futuro Paulo Guedes, e há cerca de dez dias se reuniu com Mourão, que deve ser o coordenador dos ministérios no governo Bolsonaro.

As denúncias contra Adriano Pires não são menos graves. Documentos do WikiLeaks revelam que ele tem colaborado há anos com a Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, segundo documentos diplomáticos secretos do governo estadunidense. Além disso, informa a reportagem de O Estado de S.Paulo, "há investigações em andamento em empresas onde o executivo integra o conselho". Pires é hoje muito próximo de Lorenzoni e também se aproximou muito nos últimos meses do atual ministro das Minas e Energia.

O terceiro nome cogitado é o do deputado federal José Carlos Aleluia (DEM-BA), que não conseguiu se reeleger. Aleluia é um conhecido lobista das petroleiras e esteve no centro da articulação para a entrega do pré-sal, ao lado de José Serra, nas semanas que antecederam o golpe de 2016. Também é próximo de Lorenzoni e conhecido, além de lobista das petroleiras, como lobista das empresas privadas de energia elétrica, sendo um dos mais ardorosos defensores da privatização do setor.

Clique aqui para entrar no grupo de WhatsApp e receber imagens, vídeos e notícias para compartilhar pró-esquerda e contra Bolsonaro
Clique aqui para entrar em nosso grupo de Telegram

O Plantão Brasil é um site independente. Se você quer ajudar na luta contra o golpismo e por um Brasil melhor, compartilhe com seus amigos e/ou em grupos de Facebook e WhatsApp. Quanto mais gente tiver acesso às informações, menos poder terá a manipulação da mídia golpista.

Clique aqui para entrar no grupo de WhatsApp e receber imagens, vídeos e notícias contra Bolsonaro e o fascismo.

Se você quer Lula Livre, CLIQUE AQUI e entre no grupo do WhatsApp pró-Lula

Clique aqui para entrar em nosso grupo de Telegram

O Plantão Brasil é um site independente. Se você quer ajudar na luta contra o golpismo e por um Brasil melhor, compartilhe com seus amigos e/ou em grupos de Facebook e WhatsApp. Quanto mais gente tiver acesso às informações, menos poder terá a manipulação da mídia golpista.


5406 visitas - Fonte: Brasil247

Últimas notícias

Notícias do Flamengo Notícias do Corinthians