TCU revela esquema de favorecimento e corrupção de Silvinei Vasques em contratos com a Combat Armor

Portal Plantão Brasil
1/3/2024 09:53

TCU revela esquema de favorecimento e corrupção de Silvinei Vasques em contratos com a Combat Armor

0 0 0 0

1169 visitas - Fonte: Plantão Brasil

A paixão incondicional de Jair Bolsonaro pelo ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, desencadeou um esquema corrupto milionário, beneficiando um dos principais apoiadores ultradireitistas de Trump. O Tribunal de Contas da União (TCU) desvendou em sua investigação uma série de irregularidades, como fraudes, superfaturamento e propinas em contratos firmados entre o governo brasileiro e a empresa Combat Armor, especializada em blindagem de viaturas. A empresa, considerada pelo TCU uma "empresa de papel" nos EUA, é vinculada a Daniel Beck, conhecido por sua participação na invasão do Capitólio em 2022.

Após a eleição de Bolsonaro em 2018, Beck, próximo a Eduardo Bolsonaro, expandiu suas operações para o Brasil, lucrando aproximadamente R$ 39 milhões em contratos nos quatro anos seguintes. A maior parte desses contratos foi para a blindagem de viaturas da Polícia Rodoviária Federal (PRF), sob a gestão de Silvinei Vasques, que foi posteriormente preso por suas tentativas de obstruir o voto no Nordeste durante as eleições de 2022. Vasques, que rapidamente ascendeu à vice-presidência da Combat Armor Brasil após se aposentar, é apontado pelo TCU como peça chave no esquema, favorecendo a empresa em licitações.

A investigação do TCU sugere um favorecimento explícito de Vasques à Combat Armor, correlacionando os pagamentos feitos pela PRF à empresa com as regiões sob sua influência. Tal relação levanta suspeitas de corrupção, especialmente quando se considera a aceitação, por parte de agentes públicos, de documentos fraudulentos para habilitar a Combat Armor em licitações. Em meio a essas descobertas, Vasques tentou, sem sucesso, desviar o foco durante seu depoimento à CPMI dos atos golpistas, minimizando sua associação com a empresa.

Além de Vasques, Antonio Ramirez Lorenzo, Brigadeiro do Ar e ex-secretário-executivo do Ministério da Justiça, também foi integrado à diretoria da Combat Armor. O esquema, no entanto, começou a ruir quando as atividades de Vasques na empresa vieram a público, forçando sua saída. A Combat Armor, até o momento, não se pronunciou sobre as acusações.

Com informações da Fórum

Plantão Brasil foi criado e idealizado por THIAGO DOS REIS. Apoie-nos (e contacte-nos) via PIX: apoie@plantaobrasil.net



APOIE O PLANTÃO BRASIL - Clique aqui!

Se você quer ajudar na luta contra Bolsonaro e a direita fascista, inscreva-se no canal do Plantão Brasil no YouTube.



O Plantão Brasil é um site independente. Se você quer ajudar na luta contra o golpismo e por um Brasil melhor, compartilhe com seus amigos e em grupos de Facebook e WhatsApp. Quanto mais gente tiver acesso às informações, menos poder terá a manipulação da mídia golpista.


Últimas notícias

Notícias do Flamengo Notícias do Corinthians