logo

2/1/2017 12:08

Encontradas em Aleppo centenas de caixas com armas americanas. Militantes terroristas tiveram de abandoná-las ao saírem da cidade.

“IZVÉSTIA” (NOTÍCIAS) — MOSCOU, 29/12/2016

Tradução do russo: Giovanni G. Vieira

Foto: defense.gov

Os terroristas que tiveram de abandonar os distritos do leste da cidade de Aleppo, deixaram um grande número de armas, a maioria das quais de fabricação norte-americana. A este respeito, um novo palco para discussões assumem as alegações de que as armas poderiam ser entregues, inclusive sob o pretexto de ajuda humanitária.

Nas zonas libertadas de Aleppo, o exército sírio tem encontrado enormes estoques de armas e munições, na sua maioria de fabricação americana.



– Encontramos um esconderijo de armas, o custo aproximado é estimado em milhões de dólares. A maioria – da indústria americana. No entanto, isso não nos surpreende, uma vez que Damasco tem repetidamente salientado que os terroristas em Aleppo, conhecidos como “oposição moderada”, recebiam dinheiro de várias monarquias árabes do Golfo Pérsico. Além disso, algumas armas foram saqueadas dos armazéns do exército sírio. Um vídeo com duração de quase oito minutos, mostra centenas de caixas com armas diferentes. Há armas de pequeno porte, morteiros, minas, lançadores de foguetes, veículos blindados, e muito mais. Além disso, há cartões de registro dos militantes e computador hard-drives, discos rígidos, que, segundo os autores do vídeo, contém todas as informações sobre a identidade dos extremistas, que lutaram contra o exército sírio.

A este respeito, vale a pena lembrar a controvérsia que girava em torno da entrega de ajuda humanitária à cidade durante a operação para libertá-la dos militantes. Em seguida, Damasco insistiu que apenas o militar sírio tivesse acesso à inspeção de caminhões que transportam ajuda humanitária. Esta foi a principal razão para as diferenças entre o governo sírio e os escritórios privados das Nações Unidas, bem como um número de organizações humanitárias internacionais.

A Turquia também anunciou a disponibilidade de apresentar evidência de que os norte-americanos forneceram assistência militar para o ISIS (organização proibida na Rússia). A este respeito, será interessante ver a reação do governo dos Estados Unidos, bem como de uma série de organizações internacionais, que, juntamente com os Estados Unidos declararam em uníssono sobre os crimes de Damasco e Moscou contra comboios humanitários.

As autoridades sírias há vários anos acusam o Ocidente, especialmente os EUA, de fornecer armas à chamada ” oposição moderada”. Extremistas recebem armas do vizinho Líbano e da Turquia.

Quem deixou os distritos do leste de rebeldes em Aleppo deixaram ações com um grande número de armas, a maioria dos quais foi produzido nos Estados Unidos. A este respeito, um novo palco para as discussões assumir as alegações de que as armas poderiam ser entregues inclusive sob o pretexto de ajuda humanitária.

Nas zonas libertadas de Aleppo, o exército sírio tem encontrado enormes estoques de armas e munições, na sua maioria de fabricação americana. Este “News”, disse uma fonte sênior nos serviços de segurança sírios.

– Encontramos um esconderijo de armas, o custo aproximado do que é estimado em milhões de dólares. A maioria – da indústria americana. No entanto, isso não nos surpreende, uma vez que Damasco tem repetidamente salientado que os terroristas em Aleppo, que se referem à oposição moderada, a oferta do território turco à custa do dinheiro de várias monarquias árabes do Golfo Pérsico. Além disso, algumas armas foram saqueados dos armazéns do exército sírio. Sabemos e reconhecemos – disse a fonte.

Mais cedo no mesmo canal no YouTube postou um vídeo com duração de quase oito minutos, o que mostra centenas de caixas com armas diferentes. Apesar do fato de que o tiroteio ocorreu durante a noite, pode-se distinguir pequenas armas, morteiros e minas para os próprios morteiros, lançadores de foguetes, veículos blindados, e muito mais. Além disso, na visão do operador obter cartões de registo militantes e computador hard-drives, discos rígidos, que, segundo os autores do vídeo, contém todas as informações sobre a identidade dos extremistas, que lutaram contra o exército sírio. É relatado que o tiroteio foi feito nos distritos do leste de Aleppo.

A este respeito, vale a pena lembrar a controvérsia que girava em torno da entrega de ajuda humanitária à cidade durante a operação para libertá-la dos militantes. Em seguida, Damasco insistiu que apenas ao militar sírio fosse dado acesso à inspeção de caminhões que transportam ajuda humanitária. Esta foi a principal razão para as diferenças entre o governo sírio e os escritórios privados das Nações Unidas, bem como um número de organizações humanitárias internacionais.

A Turquia também anunciou a disponibilidade de apresentar evidência de que os norte-americanos forneceram assistência militar para o LIH (organização proibida na Rússia). A este respeito, será interessante ver a reação do governo dos Estados Unidos, bem como de uma série de organizações internacionais, que, juntamente com os Estados Unidos, acusaram em uníssono sobre os crimes de Damasco e Moscou contra comboios humanitários.

As autoridades sírias há vários anos acusam o Ocidente, especialmente os EUA, de fornecer armas à chamada “oposição moderada”. Extremistas recebiam armas do vizinho Líbano e Turquia.

MAIS
» Médico lista 5 feitos históricos dos governos Lula e Dilma pela saúde
» Aécio é delatado novamente e é o primeiro a ser comido pela Odebrecht

2427 visitas - Fonte: falandoverdades

Últimas notícias

Notícias do Flamengo Notícias do Corinthians