BOMBA: Novo diálogo da Vaza Jato revela a influência dos EUA na Lava Jato

Portal Plantão Brasil
10/6/2023 10:02

BOMBA: Novo diálogo da Vaza Jato revela a influência dos EUA na Lava Jato

0 0 0 0

2484 visitas - Fonte: Brasil247

Numa das mensagens, o procurador Roberson Pozzobon afirma que seria necessário aguardar a orientação estadunidense.





Com a divulgação dos diálogos obtidos na Operação Spoofing, os mesmos usados na Vaza Jato, fica claro que os procuradores de Curitiba cumpriram ordens dos Estados Unidos para atacar as maiores empresas brasileiras de engenharia – em especial a Odebrecht, que, no seu auge, chegou a empregar mais de 200 mil trabalhadores brasileiros, muitos deles altamente qualificados, como engenheiros e técnicos em diversas áreas de ponta.





Quando os procuradores falam em quebrar a Odebrecht e ferrar o advogado Rodrigo Tacla Duran, o também procurador Roberson Pozzobon afirma categoricamente que a "lava jato" aguardaria a "posição dos americanos" antes de tomar os próximos passos contra o advogado. De acordo com um estudo do Dieese, a Lava Jato, comandada pelo ex-juiz suspeito Sérgio Moro e pelo ex-deputado cassado Deltan Dallagnol, destruiu mais de 4,4 milhões de empregos. Saiba mais:





Do Conjur- Conversas entre procuradores da extinta "lava jato" mostram que a operação desejava "ferrar" com o advogado Tacla Duran, pivô de acusações contra Deltan Dallagnol e o ex-juiz Sergio Moro. Os integrantes do MPF de Curitiba também falam em fechar a construtora Odebrecht.





O diálogo é de 17 de junho de 2016 e faz parte do acervo apreendido pela Polícia Federal durante a operação "spoofing". Nele, o procurador Orlando Martello sugere a leitura de um depoimento para quem quiser "ferrar Tacla Duran", conseguir a prisão perpétua de Marcelo Odebrecht ou fechar a construtora.





"Pessoal, depoimento longo, mas sugiro a sua leitura para quem estiver negociando no caso da ODE, bem como para quem quiser ferrar TACLA DURAN, para quem quiser fechar a ODE, para quem quiser prisão perpétua para MO [Marcelo Odebrecht]", disse.





O ex-procurador Diogo Castor, demitido em outubro de 2021 por encomendar um outdoor lavajatista instalado em Curitiba, comentou que queria "prender" o advogado. "Eu quero prender o Tacla. recomendado tb [também]?", afirmou.





Roberson Pozzobon disse para o colega se acalmar, porque o pedido de prisão de Tacla estava pronto, mas que a "lava jato" aguardaria a "posição dos americanos" antes de tomar os próximos passos contra o advogado. Durante a operação, procuradores atuaram de forma clandestina junto aos Estados Unidos.





"Te acalme Castor. Pedido tá pronto, mas vamos aguardar a posição dos americanos pós reunião da próxima segunda pra protocolar. Eu sei que a vontade, sua, minha, de todos nós é GRANDE", disse Pozzobon.





Os procuradores Athayde Ribeiro Costa e Laura Tessler também se juntaram ao grupo. "Aquele BAFO DE ONÇA vai gerar rebelião na carceragem. Ninguém aguenta", disse Athayde sobre Tacla Duran. "Bom prender logo", complementa Tessler.











Plantão Brasil foi criado e idealizado por THIAGO DOS REIS. Apoie-nos (e contacte-nos) via PIX: apoie@plantaobrasil.net



APOIE O PLANTÃO BRASIL - Clique aqui!

Se você quer ajudar na luta contra Bolsonaro e a direita fascista, inscreva-se no canal do Plantão Brasil no YouTube.



O Plantão Brasil é um site independente. Se você quer ajudar na luta contra o golpismo e por um Brasil melhor, compartilhe com seus amigos e em grupos de Facebook e WhatsApp. Quanto mais gente tiver acesso às informações, menos poder terá a manipulação da mídia golpista.


Últimas notícias

Notícias do Flamengo Notícias do Corinthians