logo

20/11/2019 11:52

Joice diz que recebeu ameaça de morte e novas denúncias e adia depoimento na CPI das Fake News

0 0 0 0

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) disse que recebeu uma ameaça de morte, na madrugada desta terça-feira (19), um dia antes de prestar depoimento na CPMI da Fake News. Depois de receber a mensagem pelo Whatsapp e também ter "novas e gravíssimas" informações sobre ataques virtuais, ela decidiu adiar a sua participação na comissão.



A ideia era ouvir a ex-líder do governo Bolsonaro na CPMI para falar sobre a produção e disseminação de notícias falsas a partir das chamadas "milícias digitais" —grupos organizados que atuariam em favor do bolsonarismo na internet.

Ao UOL Joice afirmou que recebeu a mensagem com a ameaça às 5h40, mas só visualizou durante a tarde, enquanto voava de São Paulo a Brasília.



"A ameaça dizia que meu fim estava próximo, que eu era vagabunda, canalha e merecia um tiro na testa. Vou entrar com uma representação criminal na Polícia Federal. Estamos vendo o que fazer, você vê que a coisa está animada, né", disse Joice ao lado de seu advogado.

A deputada afirmou que também recebeu um grande volume de novas informações sobre supostos perfis fakes ontem, mas que não teve condições de analisar. Por isso, contratou um perito na área de cybercrime para lhe ajudar.
"É um volume muito grande e eu não tenho competência técnica para de saber o que é real e que não é", afirmou.

A deputada quer levar o conteúdo analisado para a sua participação na CPMI, que deve ser remarcada para o dia 4 de dezembro.

A colunista Mônica Bergamo publicou hoje, no jornal Folha de S. Paulo, que Joice estaria preparando um Powerpoint para detalhar o que diz serem os vários núcleos dessas "milícias digitais".

De acordo com a coluna, cada célula será representada em um organograma com a foto de seu líder no centro —e, saindo dele, suas ramificações. A ilustração seria inspirada no Powerpoint que o procurador da Operação Lava Jato Deltan Dallagnol fez para acusar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2017, segundo informou Mônica Bergamo.

Clique aqui para entrar no grupo de WhatsApp e receber imagens, vídeos e notícias contra Bolsonaro e o fascismo.



APOIE O PLANTÃO BRASIL - Clique aqui!

Se você quer ajudar na luta contra Bolsonaro e a direita fascista, inscreva-se no canal do Plantão Brasil no YouTube.



VÍDEO: Lava Jato mostra desespero atacando filho de Lula que já foi inocentado pela PF:



O Plantão Brasil é um site independente. Se você quer ajudar na luta contra o golpismo e por um Brasil melhor, compartilhe com seus amigos e em grupos de Facebook e WhatsApp. Quanto mais gente tiver acesso às informações, menos poder terá a manipulação da mídia golpista.


3486 visitas - Fonte: Uol

Últimas notícias

Notícias do Flamengo Notícias do Corinthians