Chuvas e frio intenso agravam crise nos hospitais e unidades de saúde alagadas do RS

Portal Plantão Brasil
15/5/2024 08:41

Chuvas e frio intenso agravam crise nos hospitais e unidades de saúde alagadas do RS

0 0 0 0

161 visitas - Fonte: Plantão Brasil

Os atendimentos em hospitais estaduais alagados e afetados pelas chuvas estão demorando mais do que o dobro do tempo no Rio Grande do Sul. Muitas vítimas das enchentes ainda precisam buscar avaliação médica devido ao abalo psicológico, físico e ao contato com águas contaminadas.

A tempestade que atingiu a região deixou um rastro de destruição no sistema de saúde do estado. Pelo menos 13 municípios tiveram todas as suas unidades básicas de saúde comprometidas, enquanto em outros 220, os danos parciais prejudicam os atendimentos à população.

A situação já era crítica antes da explosão climática. Nos últimos anos, o estado convivia com um baixo índice de investimentos na área da saúde, lutando para atingir o mínimo constitucional de 12% da receita corrente bruta. Essa falta de recursos gerava tensão entre o governo Eduardo Leite (PSDB) e as prefeituras, que se queixavam da baixa nos repasses para a saúde municipal.

Agora, com os danos causados pelas enchentes, a situação se torna ainda mais preocupante. As unidades básicas de saúde, que são a porta de entrada para o sistema de saúde público, estão quase inoperantes em diversos municípios. Para piorar, as temperaturas devem ficar abaixo de 0ºC na região, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Esse cenário aumenta a probabilidade de doenças respiratórias, ainda mais em locais onde há várias pessoas reunidas, como os abrigos. A frente fria que chegou ao estado já fez as temperaturas despencarem, e a tendência é que caiam ainda mais, com marcas negativas esperadas.

Na região metropolitana de Porto Alegre, a mínima deve ser de 7°C durante a manhã, com a temperatura não passando de 15°C à tarde. A previsão indica a formação de geada em grande parte do Rio Grande do Sul, principalmente na região serrana e metade sul.

Mais de 267 mil lares ainda estão sem energia elétrica e quase 160 mil sem abastecimento de água, agravando o sofrimento das famílias que já perderam suas casas. Pelo menos 530 mil pessoas estão desalojadas no estado, das quais quase 80 mil estão em abrigos públicos, conforme dados da Defesa Civil.

Com informações da Fórum

Plantão Brasil foi criado e idealizado por THIAGO DOS REIS. Apoie-nos (e contacte-nos) via PIX: apoie@plantaobrasil.net



APOIE O PLANTÃO BRASIL - Clique aqui!

Se você quer ajudar na luta contra Bolsonaro e a direita fascista, inscreva-se no canal do Plantão Brasil no YouTube.



O Plantão Brasil é um site independente. Se você quer ajudar na luta contra o golpismo e por um Brasil melhor, compartilhe com seus amigos e em grupos de Facebook e WhatsApp. Quanto mais gente tiver acesso às informações, menos poder terá a manipulação da mídia golpista.


Últimas notícias

Notícias do Flamengo Notícias do Corinthians