Senador paulista Alexandre Giordano gastou R$ 145,4 mil em combustível em um ano

Portal Plantão Brasil
20/5/2024 12:15

Senador paulista Alexandre Giordano gastou R$ 145,4 mil em combustível em um ano

0 0 0 0

345 visitas - Fonte: Plantão Brasil

O senador paulista Alexandre Giordano (MDB) utilizou, nos últimos 12 meses, R$ 145,4 mil da cota parlamentar do Senado para abastecer quase 25 mil litros de combustível em postos de gasolina de São Paulo. Esse volume seria suficiente para dar cinco voltas ao redor da Terra ou cruzar o Brasil do Oiapoque ao Chuí 45 vezes.

O levantamento foi realizado pelo Metrópoles a partir da prestação de contas do parlamentar no Portal da Transparência do Senado. Considerando o preço médio do litro da gasolina, que estava em R$ 5,87 na segunda semana de maio, segundo a Agência Nacional do Petróleo (ANP), e um consumo médio de 10 km por litro, os gastos foram distribuídos por 21 postos de gasolina diferentes.

A maior parte, R$ 69 mil, foi gasta no Auto Posto Mirante, na zona norte de São Paulo, onde Giordano tem sua base eleitoral. Outros R$ 66 mil foram destinados ao Auto Posto Irmãos Miguel, localizado em Morungaba, a cerca de 480 quilômetros da capital.

Os gastos do senador com gasolina, financiados pelo Senado, resultaram em uma representação ao Ministério Público de São Paulo (MPSP), que encaminhou a investigação à Procuradoria-Geral da República (PGR) devido ao foro privilegiado de Giordano no Supremo Tribunal Federal (STF).

A representação destacou que o senador apresentou notas fiscais do Auto Posto Mirante nos valores de R$ 3.940,78, em 19 de dezembro de 2022, e R$ 1.691,22, em 2 de janeiro de 2023. Esses gastos em um único dia correspondem a 507,61 litros de gasolina e 188,67 litros de diesel, o suficiente para encher o tanque de 12 carros.

No início deste ano, a Procuradoria-Geral da República (PGR) solicitou esclarecimentos a Giordano. Em resposta ao PGR, Paulo Gonet, o senador argumentou que os pagamentos não foram destinados a um único abastecimento, mas sim a veículos relacionados ao seu mandato e a atividades parlamentares ao longo de 15 dias no estado.

A PGR avaliou que os gastos estavam dentro dos limites mensais permitidos para despesas com combustíveis nos gabinetes dos senadores, estabelecidos em R$ 15 mil por mês. Por essa razão, recomendou o arquivamento do caso em 18 de março.

No mês passado, a ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou o arquivamento de um processo contra o senador. No entanto, a investigação preliminar conduzida pela PGR não analisou o acúmulo de gastos com gasolina feitos pelo gabinete de Giordano em um período mais extenso.

Com informações do DCM

Plantão Brasil foi criado e idealizado por THIAGO DOS REIS. Apoie-nos (e contacte-nos) via PIX: apoie@plantaobrasil.net



APOIE O PLANTÃO BRASIL - Clique aqui!

Se você quer ajudar na luta contra Bolsonaro e a direita fascista, inscreva-se no canal do Plantão Brasil no YouTube.



O Plantão Brasil é um site independente. Se você quer ajudar na luta contra o golpismo e por um Brasil melhor, compartilhe com seus amigos e em grupos de Facebook e WhatsApp. Quanto mais gente tiver acesso às informações, menos poder terá a manipulação da mídia golpista.


Últimas notícias

Notícias do Flamengo Notícias do Corinthians