logo

5/8/2020 16:38

Ministro que soltou Queiroz constrange colegas ao falar sobre a saúde de Félix Fischer: ´´Não sei se volta``

0 0 0 0

4560 visitas - Fonte: Brasil 247

O presidente do STJ, João Otávio de Noronha, constrangeu alguns colegas do órgão, ao comentar sobre um processo no qual Felix Fischer teria observações a fazer. "Ele não está e não sei se volta (ao tribunal)", disse Noronha em referência ao ministro, que está de licença médica


O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha, fez uma declaração que constrangeu alguns colegas do órgão, ao comentar sobre um processo no qual o ministro Felix Fischer teria considerações a fazer. "Ele não está e não sei se volta (ao tribunal)", disse Noronha, de acordo com relato publicado pela coluna Radar. "Uma grosseria que nunca vi igual", disse um ministro à coluna. Fischer está de licença médica até o dia dez, o que impediria suas ponderações no caso na sessão desta tarde.

Noronha foi o mesmo que chamou jornalistas de "analfabetos jornalistas" por criticarem a decisão em que ele mesmo concedeu prisão domiciliar a Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro e detido pela polícia em Atibaia (SP) por envolvimento em crimes de lavagem de dinheiro e em um esquema de "rachadinha" que ocorria na Assembleia Legislativa do Rio, onde trabalhava com o parlamentar, deputado estadual antes de ser eleito para o Senado. De acordo com relatório do antigo Conselho de Atividades Financeiras (Coaf), Queiroz movimentou R$ 7 milhões de 2014 a 2017.


Em sua decisão, Noronha afirmou que as "condições pessoais" de saúde e idade de Queiroz não recomendam mantê-lo na cadeia durante a pandemia do coronavírus. "Não há como negar que as condições pessoais de saúde do paciente F. Q., somadas à sua idade, 54 anos, amoldam-se àquelas que a Recomendação CNJ n. 62/2020 sugerem de não recolhimento a presídio em face da situação extraordinária que a pandemia a todos impõe", escreveu

O subprocurador-geral da Repu´blica, Roberto Luís Oppermann Thomé, recorreu. De acordo com ele, deve ser respeitado o entendimento de que não cabe a concessão de benefício a foragidos da Justiça. Thomé pediu que a prisão seja restabelecida de forma monocrática pelo relator, ministro Félix Fischer, ou que o recurso seja levado para julgamento na Quinta Turma .


Ao ser preso em Atibaia, no mês de junho, Queiroz estava escondido num imóvel que pertence a Frederick Wassef, advogado que defendia Flávio Bolsonaro.

Clique aqui para entrar no grupo de WhatsApp e receber imagens, vídeos e notícias contra Bolsonaro e o fascismo.



APOIE O PLANTÃO BRASIL - Clique aqui!

VÍDEO: BOLSONARO SOFRE SUA PIOR DERROTA!!



Se você quer ajudar na luta contra Bolsonaro e a direita fascista, inscreva-se no canal do Plantão Brasil no YouTube.



O Plantão Brasil é um site independente. Se você quer ajudar na luta contra o golpismo e por um Brasil melhor, compartilhe com seus amigos e em grupos de Facebook e WhatsApp. Quanto mais gente tiver acesso às informações, menos poder terá a manipulação da mídia golpista.


Últimas notícias

Notícias do Flamengo Notícias do Corinthians