CCJ da Câmara pega fogo com votação sobre Chiquinho Brazão

Portal Plantão Brasil
10/4/2024 15:44

CCJ da Câmara pega fogo com votação sobre Chiquinho Brazão

0 0 0 0

289 visitas - Fonte: Plantão Brasil

Neste momento crucial para a justiça brasileira, a Câmara dos Deputados tem diante de si uma decisão de peso: determinar se Chiquinho Brazão, acusado de envolvimento no brutal assassinato da vereadora Marielle Franco e de seu motorista Anderson Gomes, permanecerá preso. Sua detenção, realizada na penitenciária de Campo Grande (MS), destaca-se como um marco na luta contra a impunidade e a violência política. A medida de hoje surge em meio a esforços consideráveis de setores conservadores, que buscam sua liberação, potencialmente permitindo seu retorno ao cenário político.

Brazão, até então sem partido, enfrenta o escrutínio da justiça e da sociedade por seu suposto papel como um dos mandantes desse crime hediondo. A bancada do União Brasil, com seu considerável número de deputados, já declarou abertamente seu voto pela liberação de Brazão, fundamentando sua posição na preocupação com o precedente que a prisão baseada em delação premiada poderia estabelecer. Outros partidos, como o PP e o PL, também manifestaram tendências similares, seja liberando suas bancadas para votação individual ou inclinando-se contra a detenção do deputado, criticada por alguns como "ilegal".

O PSol, por sua vez, lançou uma campanha contrária, apelando ao senso de justiça dos parlamentares e ao público, sublinhando a gravidade das acusações e a necessidade de um posicionamento firme contra a violência e a corrupção política. Enquanto o relator na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) se posicionou pela manutenção da prisão, citando tentativas de obstrução das investigações, a decisão final repousará nas votações abertas da CCJ e do plenário.

Esta jornada judicial não apenas testa o comprometimento da Câmara com a justiça e a democracia mas também coloca em evidência a milicianização da política no Rio de Janeiro, uma chaga profunda que ameaça a integridade do sistema político brasileiro. Enquanto alguns defendem a libertação de Brazão, sob a alegação de irregularidades processuais, outros clamam por sua permanência atrás das grades, como um gesto simbólico e prático de resistência à violência política e à impunidade.

O Conselho de Ética da Câmara, reunindo-se hoje, também terá um papel crucial, decidindo quem assumirá a relatoria do caso de Brazão, um passo decisivo para o prosseguimento das ações contra ele. Este momento representa mais do que um julgamento individual; reflete um confronto entre o antigo e o novo, entre a manutenção do status quo e a busca por um Brasil mais justo e seguro.

A nação observa, esperando que a justiça, finalmente, prevaleça, e que a memória de Marielle Franco e Anderson Gomes seja honrada com ações concretas contra aqueles que buscam minar os fundamentos da democracia brasileira.
xxx
Veja os vídeos abaixo:















Com informações do Diário de Pernambuco/Plantão Brasil


Plantão Brasil foi criado e idealizado por THIAGO DOS REIS. Apoie-nos (e contacte-nos) via PIX: apoie@plantaobrasil.net



APOIE O PLANTÃO BRASIL - Clique aqui!

Se você quer ajudar na luta contra Bolsonaro e a direita fascista, inscreva-se no canal do Plantão Brasil no YouTube.



O Plantão Brasil é um site independente. Se você quer ajudar na luta contra o golpismo e por um Brasil melhor, compartilhe com seus amigos e em grupos de Facebook e WhatsApp. Quanto mais gente tiver acesso às informações, menos poder terá a manipulação da mídia golpista.


Últimas notícias

Notícias do Flamengo Notícias do Corinthians