Gaeco desmantela esquema de organização criminosa em delegacia no interior de SP

Portal Plantão Brasil
23/4/2024 15:13

Gaeco desmantela esquema de organização criminosa em delegacia no interior de SP

0 0 0 0

268 visitas - Fonte: Plantão Brasil

Na cidade de Indaiatuba (SP), um esquema criminoso envolvendo policiais civis, guardas municipais, advogados e servidores públicos foi denunciado pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). De acordo com as investigações, estes indivíduos são suspeitos de criar falsas acusações para extorquir dinheiro de empresários, operando diretamente de uma "sala de extorsão" no 1º Distrito Policial.

As atividades ilícitas foram descobertas após uma operação realizada em 26 de março, onde várias prisões foram efetuadas. O Ministério Público estima que o grupo tenha conseguido extorquir até R$ 10 milhões através dessa prática corrupta. A acusação agora espera uma decisão judicial para prosseguir com o processo contra os 13 dos 14 envolvidos.

Entre os acusados estão um delegado da Polícia Civil, investigadores, um escrivão, advogados e membros da Guarda Municipal, além de assessores comissionados da Secretaria de Assistência Social. Eles enfrentam acusações graves, incluindo organização criminosa, extorsão, corrupção e furto, com a promotoria também solicitando a prisão preventiva de todos.

Os detalhes do caso revelam a existência de um esquema bem-estruturado que abusava do poder público para coagir e extorquir vítimas, obrigando-as a pagar grandes somas para evitar acusações criminais falsas. Esta é uma demonstração clara de que a corrupção no seio das autoridades pode corroer os alicerces da justiça e da ordem pública.

Este incidente ressalta a necessidade de vigilância e integridade contínua nas forças policiais e nos órgãos públicos, para que não se tornem instrumentos de abuso e corrupção. O caso agora segue para a Justiça, onde se espera que as medidas legais adequadas sejam aplicadas para punir os responsáveis e restaurar a confiança na instituição policial.

13 pessoas foram indiciadas:

-José Clésio Silva de Oliveira Filho, delegado da Polícia Civil
-André Luis Soares da Silva, investigador da Polícia Civil
-Carla Cristina de Souza Moreira, investigadora da Polícia Civil
-Márcio Matoso, escrivão da Polícia Civil
-Helio Ercínio dos Santos Júnior, advogado
-Rubens Groff Filho, advogado
-Marcelo Eduardo Freire Savioli, advogado
-Jackson Luiz da Silva, guarda municipal de Indaiatuba
-Afonso Lucas Trindade Fernandes (vulgo Talinho), guarda municipal de Indaiatuba
-Fábio Augusto Moraes (pastor), assessor comissionado da Secretaria de Assistência Social
-Rafaela Toledo de Almeida, assessora comissionada da Secretaria de Assistência Social
-Taylor Silva Angélico, 33 anos, gerente administrativo
-Márcio Ricardo Pereira Mendes, auxiliar de escritório






Com informações do G1

Plantão Brasil foi criado e idealizado por THIAGO DOS REIS. Apoie-nos (e contacte-nos) via PIX: apoie@plantaobrasil.net



APOIE O PLANTÃO BRASIL - Clique aqui!

Se você quer ajudar na luta contra Bolsonaro e a direita fascista, inscreva-se no canal do Plantão Brasil no YouTube.



O Plantão Brasil é um site independente. Se você quer ajudar na luta contra o golpismo e por um Brasil melhor, compartilhe com seus amigos e em grupos de Facebook e WhatsApp. Quanto mais gente tiver acesso às informações, menos poder terá a manipulação da mídia golpista.


Últimas notícias

Notícias do Flamengo Notícias do Corinthians