logo

26/3/2020 16:24

Putin se antecipa com planos para recuperação da economia mundial

0 0 0 0

2157 visitas - Fonte: Brasil 247

Putin defende plano comum para recuperar economia mundial pós-pandemia
26 de março de 2020, 14:41 h Atualizado em 26 de março de 2020, 15:40
De acordo com o G20, os países injetarão cerca de US$ 5 trilhões na economia global para amenizar o impacto econômico do novo coronavírus
Sputnik Brasil - O presidente da Rússia, Vladimir Putin, defendeu hoje, durante reunião de cúpula virtual do G20, a adoção de um plano comum para recuperar a economia mundial após a pandemia da COVID-19.

O líder russo afirmou que o atual momento não permite que o mundo continue agindo conforme o princípio de "cada um por si", quando, por exemplo, milhões de empregos estão em risco. Segundo ele, estima-se que o desemprego global excederá os níveis de 2009 em qualquer cenário.

Uma maneira de atenuar os impactos da crise, de acordo com Putin, seria através de "corredores verdes", livres de guerras comerciais e sanções. De sua parte, ele propõe, para a área econômica, a criação um fundo especial sob a égide do Fundo Monetário Internacional, ao qual qualquer membro do G20 poderia recorrer.

"No momento, é extremamente importante garantir o acesso ao financiamento para os países que precisam de recursos, especialmente levando em conta os países que foram afetados por essa crise e essa pandemia", declarou o chefe de Estado.

Para o presidente russo, a crise atual está mostrando que as organizações internacionais não possuem as ferramentas necessárias para agir rapidamente e estabilizar a situação em momentos de crise, o que significa que elas precisam ser reorganizadas para aumentar sua capacidade de resposta.

Declaração conjunta

Em uma declaração conjunta emitida após a cúpula, o G20 anunciou que seus membros tomarão as medidas necessárias para garantir financiamento adequado para conter a pandemia e proteger os cidadãos, prometendo fazer "o que for necessário" para superar a ameaça. O grupo também prometeu aumentar a capacidade de produção de suprimentos médicos e disse que combater o impacto do vírus na saúde pública, na sociedade e na economia será sua "prioridade absoluta".

No plano econômico, o texto informa que os líderes pedirão aos ministros das Finanças e às autoridades dos bancos centrais que se coordenem regularmente com as autoridades internacionais para elaborar um plano de ação. De acordo com o G20, os países injetarão cerca de US$ 5 trilhões na economia global para amenizar o impacto econômico do novo coronavírus.

Os líderes do G20 prometeram ajudar todos os países necessitados na luta contra a COVID-19 e se comprometeram a trabalhar juntos para aumentar o financiamento de pesquisa e desenvolvimento para vacinas e outros medicamentos. Espera-se que os esforços conjuntos incluam o compartilhamento de dados epidemiológicos e de saúde, bem como o compartilhamento de boas práticas comprovadamente funcionais no combate ao vírus e o fortalecimento da cooperação científica internacional.

Ainda nesse sentido, as nações concordaram em fortalecer o mandato da Organização Mundial da Saúde (OMS) na coordenação da luta global contra o novo coronavírus e fortalecer as capacidades nacionais, regionais e globais de resposta a doenças infecciosas.




Clique aqui para entrar no grupo de WhatsApp e receber imagens, vídeos e notícias contra Bolsonaro e o fascismo.



APOIE O PLANTÃO BRASIL - Clique aqui!

Se você quer ajudar na luta contra Bolsonaro e a direita fascista, inscreva-se no canal do Plantão Brasil no YouTube.



VÍDEO: Bolsonaro se recusa a dar R$ 600 aos informais mas dá R$ 1.2 trilhão aos bancos!



O Plantão Brasil é um site independente. Se você quer ajudar na luta contra o golpismo e por um Brasil melhor, compartilhe com seus amigos e em grupos de Facebook e WhatsApp. Quanto mais gente tiver acesso às informações, menos poder terá a manipulação da mídia golpista.


Últimas notícias

Notícias do Flamengo Notícias do Corinthians